Coliseu de Roma

O imperador decretou

Que se inicie o show

a platéia começa a aplaudir

Quando os leões começam a rugir

No meio da arena estão a atração principal

Rezando, chorando, com tanto temor no olhar

Pois sabem que doloroso será o final

Mas o povo deseja os ver sangrar

Veja a bravura do gladiador

Ao tirar a vida do pobre senhor

Não há tempo para duvidar

Quando o imperador fez o sinal pra matar

Será que um dia eles irão perceber?

Falta sustento, saúde, abrigo e paz

Então o povo gritou pedindo mais

E trouxeram pro corredor da morte

Aqueles que não tiveram tanta sorte

Entre a platéia estão os pais

Ensinando seus filhos, dizendo:

“É isso o que eles merecem

É isso o que o mundo faz.”

Será que um dia eles irão perceber?

Que a maioria não pode escolher

Qual personagem seria neste espetáculo

Mas pelo bel prazer da maioria alguém deve sofrer

Continuar fazendo parte do cenário

Não, não jogue toda a culpa no imperador

Pois quando o primeiro caiu você também urrou

Eu me recuso a fazer parte desse show

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.