Enudecido

barco-a-noite-1024x835

Eu escrevo para transcender  o que eu vivi, e o que não vivi, eu escrevo para regurgitar, para beber. Para achar o norte  e para naufragar.

Pra esconder que nesse naufrágio houve vitimas fatais e como um castigo do deuses, morre, desfalece todo dia.

É um portal entre o exposto e o real.

Viagem para as montanhas de mim mesmo. Também é meu salto de cabeça no Grand Canyon, com a simbologia de uma Fênix, a dádiva de refazer-se das cinzas me foi negada ,eu sei,  talvez ache mais gostoso estar a se colar do que mostrar grandeza, eu  enquanto obra inacabada, que nesse efêmero tempo terrestre, na maioria das vezes não quisto, estou desmanchar e mal montar-me.

Escrevo para brincar de por ordem o furacão interior. Para não morrer, eu escrevo porque sofro.

3 comentários em “Enudecido

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.